MAWD Diseño & Comunicación

A Glaciar Perito Moreno

UM POUCO DE HISTÓRIA

A Glaciar Perito Moreno deve o seu nome ao naturalista e explorador argentino, Perito Francisco Pascacio Moreno (1852-1919), quem, dentre outros méritos, doou as terras para a criação do primeiro PN na Argentina. Pelo seu aprofundado conhecimento da cordilheira patagônica, tem participado como Perito em assuntos limítrofes com o Chile. Mas, não chegou a conhecer a geleira que leva seu nome.


O primeiro homem branco que avistou esta geleira foi Juan Tomás Rodgers, capitão inglês da Armada chilena, em 1879.

Mas não foi até inícios do século XX que a Geleira se deu a conhecer através dos trabalhos científicos e as fotografias de Hauthal e posteriormente pelo incansável Federico Reichert, pai do montanhismo argentino, quem recorreu a geleira até as suas nascentes no Campo de Gelo Patagônico Sul em 1912.

Muito devagar, a geleira foi adquirindo fama, chegando a se converter hoje na geleira mais conhecida no mundo.



O QUE É UMA GELEIRA?

ara começar, é importante definir uma geleira como uma grande massa de gelo que conta com duas zonas muito bem diferenciadas: zona de acumulação e zona de perda. A primeira é na que cai neve de forma constante.

A zona de perda é aquela na que a geleira perde massa de gelo por causa da evaporação e o derretimento (especialmente no verão). Estas gigantescas massas de gelo deslocam-se relevo abaixo pela pendente do vale que os cobre e acabam abruptamente nos lagos, escarpados, ou suavemente formando morenas terminais (acumulações de terra e pedras empurradas pelo glaciar).

É importante salientar que muitas regiões do planeta possuem geleiras: Andes, Alpes, Himalayas (Nepal), Antártida, Nova Zelândia, Karakorum (Paquistão), pólo norte e até a África, nos Montes Kilimanjaro e Kenya. Mas nenhuma delas possui as características do Glaciar Moreno.



PORQUE A GELEIRA PERITO MORENO É ÚNICA?

As três principais características que diferenciam esta geleira são: Acesso, estado e o fenômeno do desabamento.

1) Acesso:Poucas geleiras no mundo são tão acessíveis e seguras quanto a do Perito Moreno. Está localizada a 185m sobre o nível do mar e a 80km de El Calafate (o povoado mais próximo). A maioria das geleiras se encontra em lugares altos e climas extremos, mas a geleira Perito Moreno é acessível a pé bordejando o Lago Rico por uns 15 minutos. Esta é uma das razões pela qual é tão popular.


2) Estado: Desde 1917 a superfície, largura e cumprimento da Glaciar Perito Moreno se mantém estáveis. Quer dizer que o ganho de neve na zona de acumulação é suficiente para compensar o que logo após se perde na zona de perda pelo derretimento.


3) Desabamento: Este fenômeno tão espetacular como único se produz aproximadamente desde 1940, ano do primeiro desabamento conhecido. 


O processo de desabamento se inicia quando a geleira toca a Península de Magallanes interrompendo a drenagem do lago Rico para o Lago Argentino, fazendo com que o nível de água do lago se acrescente pelo caudal de água de desgelo que cai das montanhas pressionando e elevando dito. Após alguns meses ou até alguns anos, essa pressão faz com que a geleira não resista e se produza o desabamento de toda essa água (7m no desabamento de março de 2006) Este desabamento pode durar desde um dia até uma semana dependendo da quantidade de água acumulada no Lago Rico e a massa de gelo que bloqueia o passo de água.


Estes ciclos de desabamento são muito irregulares e mudam entre 2 e até 16 anos. Nos últimos anos foi possível desfrutar deste espetáculo em 2004 e 2006, sendo que o anterior ocorreu somente 16 anos antes, em 1988!!!!

 

Alguns números da Glaciar Perito Moreno…

Superficie: 254 km2

Cumprimento : 30km

Localização : 50°30’ 73°00’

Zona de acumulação: 188km2

Zona de perda : 70km2

Espessura máxima medida: 720m (a 8 km del frente)

Altura paredes de gelo sobre o nível do lago: 55m promedio

Altura paredes de gelo sob o nível do lago: 120m aprox.

Velocidade: 1.1 a 2.64m por dia

PARA SABER MAIS SOBRE GELEIRAS?